Teste respiratório

Gastroendo Rio de Janeiro RJ Gastroenterologia Exames Teste Respiratório de Hidrogênio Expirado
O que é?

O teste respiratório do hidrogênio expirado é um exame que permite diagnosticar intolerâncias alimentares.

Ele mede a concentração de hidrogênio no ar expirado, avaliando a má absorção dos açucares, o tempo de trânsito ococecal e superpopulação bacteriana.

 
A importância do exame

O teste respiratório do hidrogênio expirado é importante para avaliar a absorção intestinal, principalmente de açucares, e o aumento das bactérias no intestino delgado.

Como características fundamentais destacam-se os fatos de não ser invasivo e ser indolor.

Como é o preparo?

O preparo para o teste respiratório do hidrogênio expirado consiste em jejum de 12 horas antes da realização do exame, uma dieta não fermentativa no dia anterior, e a suspensão de alguns medicamentos.

O que esperar durante o exame?

Durante o teste, o paciente ingere uma solução contendo o açúcar em questão, como, por exemplo, frutose ou lactose.

É possível que sintomas como náuseas, inchaço, dor abdominal, cólica e diarreia aconteçam após a ingestão da substância.

O profissional de saúde coleta amostras do ar exalado pelo paciente, utilizando um dispositivo apropriado, em intervalos regulares após a ingestão da solução.

Essas amostras são analisadas para determinar a concentração de hidrogênio expirado. O exame dura em média de 2 a 3 horas.

 
Recuperação e resultados

Após a realização do exame, o paciente pode voltar à sua rotina normal.

O resultado do teste respiratório é interpretado pelo médico, levando em consideração os níveis de hidrogênio expirado ao logo do tempo, e entregue em até 7 dias úteis.

Perguntas frequentes

É a incapacidade de digerir carboidratos, como, por exemplo, açúcar do leite, das frutas, de alguns adoçantes e gomas de marcar, devido a deficiência ou ausência de determinada enzima que normalmente existe no intestino.

É a migração das bactérias do intestino grosso para o intestino delgado.

Dor e/ ou distensão abdominal, estufamento, flatulência e diarreia podem ser ocasionadas por intolerâncias a açucares e ao supercrescimento bacteriano.

Menu

Menu

Menu